Assim como eu tinha, acredito que muitas pessoas têm o pré conceito com a cidade de Brasília. A sensação de que é uma cidade que respira política e ponto.

Brasília é muito mais que isso! É uma cidade apaixonante, que mistura natureza, inovação, arquitetura, política e bem estar.

Inaugurada em 1960, como a capital do país, foi um projeto ousado e inovador. Em formato de avião, com suas ruas, avenidas, áreas comerciais e residenciais bem definidas e planejadas, possui o Eixo Monumental, que é um espetáculo a parte.

Projeto do Plano Piloto – Lúcio Costa (Arquivo Público DF)

Eixo Monumental

Literalmente no meio do Plano Piloto (para entender, seria o corpo do avião, da cabine à cauda) é uma larga avenida onde estão localizados os principais Monumentos da cidade.

Do lado leste, que seria a “cabine” do avião, estão a Esplanada dos Ministérios, o Palácio da Justiça, Palácio do Itamaraty, a Catedral Metropolitana, Biblioteca Nacional, Museu Nacional, os Ministérios e a Praça dos Três Poderes que conta com o Congresso Nacional, Supremo Tribunal Federal e Palácio do Planalto.

No centro estão a Rodoviária e a Torre de TV, já do lado oeste “cauda”, está o Monumento JK, Catedral Militar, Palácio do Buriti e demais órgãos do Governo.

Mesmo que você não goste de política ou desse tipo de turismo, vale a pena ao menos uma passada rápida pelo local. As construções são verdadeiras obras de arte.

Catedral Metropolitana Nossa Senhora Aparecida

Porque não começar pelo monumento de Brasília que mais gosto?

A Catedral foi primeiro monumento a ser criado em Brasília, com a pedra fundamental colocada em 1958, no entanto sua inauguração ocorreu somente em maio de 1970.

Ela basicamente é composta por uma estrutura de 16 colunas de concreto, e “fechada” por vitrais transparentes, que é uma das obras de arte do local, sem falar da Catedral em si.

Já os vitrais que dão vida e calmaria à Catedral, foram idealizados por Marianne Peretti que foi a única mulher presente no projeto de construção de Brasília.

No interior da Catedral há diversas obras de arte, como os azulejos de Athos Bulcão, a réplica de Pietà (Michelangelo) e os Anjos de Alfredo Ceschiatti, que são suspensos por cabos de aço, sendo o menor com 2,2m e 100kg e o maior 4,25m e 300kg.

*Durante a pandemia as visitas às áreas internas estão suspensas.

Museu e Biblioteca Nacional de Brasília

O Museu Nacional e a Biblioteca, ficam localizados ao lado da Catedral Metropolitana, e entre eles há dois espelhos d’água e um pátio, que provavelmente você já viu na televisão, sendo ocupado por algum protesto.

Ali também acontecem diversas exposições, além de muita gente se encontrar para andar de patins e skate.

A Biblioteca possui um acervo com aproximadamente 40mil exemplares, e além de disponibilizar itens para consulta e empréstimo, possui auditório, atividades culturais e acesso gratuito à internet.

Praça dos Três Poderes

A Praça dos Três Poderes é um espaço aberto que fica exatamente no triângulo equilátero formado pelo Congresso Nacional, Palácio do Planalto e Supremo Tribunal Federal.

Na praça ainda há o Museu da Cidade, o Pombal, Monumento a Israel Pinheiro e a escultura “os Guerreiros” mais conhecida como “Os Candangos”.

No Palácio do Planalto há visitas gratuitas aos domingos, das 9h às 13h40, com grupos de até 35 pessoas, saindo a cada 30 minutos, sendo necessário o agendamento prévio pelo site.

No Congresso Nacional, é possível realizar as visitas gratuitas e sem agendamento às segundas feiras, finais de semana e feriados. Para as visitas realizadas às quintas feiras, grupos com mais de 15 pessoas, visitas em outros idiomas ou para pessoas com alguma dificuldade de locomoção e/ou deficiência, devem agendar antecipadamente pelo site.

No STF também é disponibilizada a visitação gratuita, inclusive para a Sessão plenária sendo necessário o agendamento prévio pelo site. Para as sessões de julgamento é obrigatório o uso de trajes formais.

*Durante a pandemia, todas as visitações estão suspensas.

Palácio Itamaraty e da Justiça

O Palácio da justiça é mais um dos projetos de Oscar Niemeyer, que chama atenção pela sua fachada de concreto, o espelho d’água e as cascatas de concreto. Infelizmente, neste monumento não há possibilidade de visitação.

O Palácio do Itamaraty abriga a sede das relações Exteriores, e foi concebido com a intenção de apresentar o Brasil aos estrangeiros. Dessa forma, todos materiais da construção são nacionais, bem como todas as obras de arte do Palácio.

A visitação gratuita acontece de segunda a segunda em 4 horários (9h, 10h, 16h e 17h), sendo necessário o agendamento prévio pelo email visita@itamaraty.gov.br ou no telefone (61) 2030-8051, para isso deve ser informado o dia, horário e idioma pretendido, além da quantidade de visitantes, nome e telefone de um dos visitantes.

*Durante a pandemia, todas as visitações estão suspensas.

Memorial JK

Já no lado Oeste do Eixo Monumental, está o Memorial JK que é um mausoléu, museu e centro cultural, construido para homenagear Juscelino Kubistchek.

O funcionamento é das 9h às 18h de terça à domingo, com o valor de entrada de R$ 10,00, mas há opção de meia entrada para estudantes e idosos.

O Memorial conta com fotos e objetos pessoais, que contam a história do ex presidente. Do lado de fora há o jardim, espelhos d’água e a tradicional estátua de Juscelino e Sarah Kubitchek sentados lado a lado.

Torre de TV

A Torre de TV, localizada bem no centro do Eixo Monumental, chama a atenção e pode ser vista de vários pontos da cidade.

Foi inaugurada em 1967 e possui 224m de altura. No mezanino, uma área propícia para exposições e bistrô, possui uma visão 360º da cidade. Em frente à torre há um belo jardim, com Fonte Luminosa (uma das maiores da América Latina) e o tradicional letreiro.

Aos finais de semana o espaço ainda conta com feirinha aos arredores.

Atualmente o espaço do Mezanino funciona com lounges da Yard by Hidden, e é necessário o agendamento prévio.

Parque da Cidade

O Parque da Cidade Dona Sarah Kubitschek, mas conhecido apenas como Parque da Cidade, é um dos principais e maiores centros de atividades e lazer ao ar livre.

Localizado na Asa Sul de Brasília, é um espaço bem democrático que conta com Parque de Diversões, lago artificial, pistas de corrida, caminhada, ciclismo e patinação, quadras de tênis, de vôlei de areia e futevôlei e até mesmo um centro hípico, sem falar da quantidade de verde no local.

Possui uma estrutura com banheiros/vestiários, barras para exercícios, diversos quiosques para lanches e até mesmo espaço com churrasqueiras.

Nesse post coloquei apenas algumas das opções, mas caso conheça algum outro lugar que não está aqui, pode deixar aqui nos comentários para que essa aspirante à blogueira possa conhecer e/ou atualizar!

Conteúdos relacionados

1 comentário em “O que fazer em Brasília”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email
Rolar para cima